Mulheres no comando: saiba por que incentivar a liderança feminina

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Investir em diversidade no ambiente organizacional deixa de ser obrigatoriedade para ser uma opção positiva. Gestores que querem alavancar seus negócios têm entendido a importância de equilibrar de forma consciente a equipe de colaboradores. Abrir espaço para a liderança feminina é uma dessas estratégias que muito tem acrescentado às empresas em ascensão.

Buscar esse equilíbrio traz inúmeros benefícios para a organização, que, além de poder aumentar seus ganhos, passa a ficar na mira de talentos e desenvolve uma cultura empresarial com valores aclamados pelo mercado e seguidos por grandes corporações.

Por isso, separamos neste artigo alguns motivos para que a valorização da liderança feminina seja um dos alvos de uma gestão. Continue lendo!

Mulheres na liderança geram mais ganhos para as empresas

As mulheres lutam há décadas por direitos iguais no mercado de trabalho. Talvez seja por conta desse empenho que elas se destaquem grandemente em cargos executivos. Pesquisas já apontam que essa distinção se reflete nos ganhos das companhias que dão espaço à liderança feminina.

De acordo com um estudo da consultoria financeira McKinsey, essas empresas são 21% mais propensas a ter rendimentos maiores em relação as que não investem em diversidade de gênero. O estudo vai além e mostra que ter mulheres integrando o rol de executivos está diretamente ligado com a criação de valor.

Ou seja, muito além dos lucros financeiros, desenvolver uma cultura de inclusão agrega aos valores corporativos e gera um ambiente empresarial mais saudável e compreensivo com diferenças.

Grandes empresas seguem esse caminho

Uma pesquisa de 2018 feita no Brasil apontou que as mulheres ainda são minoria nos cargos executivos no nosso país. Mas em grandes corporações ao redor do mundo, esse cenário está mudando.

Empresas como LATAM, Unilever, General Motors, Google e Microsoft já contam com mulheres em cargos de liderança e como CEOs. Ao promover a liderança feminina é possível se espelhar nessas grandes corporações e em sua filosofia organizacional, caminhando lado a lado com elas e mostrando valores sólidos ao mercado.

Talentos femininos estão em busca de oportunidades

É claro que para implantar uma cultura organizacional que preze pela diversidade de gêneros é necessário gerar oportunidades que favoreçam a liderança feminina. Foi o que fez a VMware, em parceria com a Universidade de Stanford. A empresa de softwares pretende colaborar para levar as mulheres à liderança, testando modelos e soluções por meio do Laboratório de Inovação de Liderança Feminina.

Outras iniciativas podem ser facilitadoras nesse cenário de integração. Alguns exemplos que podem atrair talentos femininos para a empresa são:

  • igualdade de salários;
  • inserção igualitária de mulheres e homens em escolas de liderança;
  • desenvolvimento de planos de carreira;
  • e abertura de vagas exclusivas para mulheres.

Como vimos neste artigo, trabalhar para promover a igualdade de gênero e a liderança feminina dentro da organização é extremamente estratégico para uma liderança eficaz e de alta performance.

Bons líderes podem ser inspiradores e cultivar uma equipe motivada e geradora de resultados. No entanto, muitos têm dificuldades em exercer esse papel. Quer entender melhor o assunto? Então confira quais são as principais falhas de liderança e como corrigi-las.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×