Como acelerar a curva de aprendizagem dos talentos da empresa

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

A curva de aprendizagem é um conceito utilizado em diversas áreas do conhecimento e revela-se fundamental para os funcionários de uma empresa se tornarem mais experientes e eficazes no cumprimento de suas atribuições. Isso vale tanto para processos internos e a cultura organizacional de uma PME quanto à qualquer área de uma grande indústria.

Matematicamente, a curva de aprendizagem pode ser representada por um gráfico que demonstra o efeito do aumento da produtividade de um colaborador, de modo que o custo com os recursos da empresa comece a apresentar declínio após certo tempo. Em outras palavras, quanto mais experiente for um time, melhores serão a produtividade e os resultados.

Por isso, ter um plano para acelerar a curva de aprendizagem dos seus colaboradores, a partir do momento da contratação, fará total diferença não apenas para resultados da organização, mas também para a motivação de seus times.

Veja neste post alguns insights para você ampliar programas de capacitação profissional e alinhar talentos às expectativas da sua empresa. Acompanhe!

Utilize processos de onboarding no aprendizado de talentos

Traduzindo o inglês, onboarding significa embarcar no contexto de uma organização. Na prática, esse processo designa um conjunto de procedimentos com o objetivo de diminuir o tempo que um colaborador recém-contratado leva para atingir seu completo potencial.

Por esse motivo, os treinamentos onboarding são essenciais para que novos colaboradores familiarizem-se com os objetivos da empresa e tenham sensação de pertencimento, reduzindo o chamado turnover, ou seja, a rotatividade de pessoas —que gera altos custos para a organização. Assim, um sólido plano onboarding é essencial para a integração dos ingressantes.

Invista em treinamentos técnicos e comportamentais

Antes mesmo de o novo colaborador ter seu primeiro dia de trabalho, ofereça ferramentas para sua imersão na cultura organizacional e conhecimentos mínimos para realizar suas funções. Graças à evolução dos ambientes virtuais de aprendizagem, você pode criar treinamentos de integração online que preparem o novo colaborador para o primeiro dia de trabalho.

Uma vez chegado à organização, estabeleça etapas de treinamento e integração, de maneira que o novo colaborador familiarize-se com as instalações, setores, procedimentos de segurança, processos internos etc.

Também foque na gestão do conhecimento de acordo com as particularidades de cada cargo e invista em conteúdos complementares que podem ser estudados individualmente.

Desenvolva mentorias

Dentro das estratégias de onboarding, o desenvolvimento de mentorias é uma das ações que mais têm apresentado resultados positivos na aceleração da curva de aprendizagem de novos colaboradores.

As mentorias dão personalização à capacitação profissional. Além disso, por meio da qualificação de mentores será possível identificar os pontos fortes e fracos de cada colaborador em treinamento e traçar uma rota de aprendizagem que estimule sua autonomia em menor tempo.

Alinhe expectativas e metas

Como parte de um onboarding personalizado, é importante estabelecer expectativas de produtividade e cumprimento de metas individuais de acordo com as necessidades do cargo e do perfil do colaborador identificado pelo RH. Para isso, o mentor pode ser um excelente aliado na integração, tornando-se, inclusive, ponte para estreitar o relacionamento do novo colaborador com os outros funcionários.

Utilizando técnicas de socialização, o mentor pode auxiliar o colaborador a desenvolver seu potencial ao mesmo tempo em que ele conhece outros profissionais, sanando falhas em seu desempenho.

Crie rituais corporativos para reforçar a cultura organizacional

Os rituais corporativos são importantes meios de legitimar valores centrais e reforçar a cultura interna. Esses rituais são parâmetros institucionalizados para criar uma sensação de pertencimento nos colaboradores, desde sua contratação, reconhecimento pelo trabalho até acontecimentos pessoais.

Gigantes como Google, Microsoft e LinkedIn implementam ações ao cotidiano organizacional como forma de acolher com afeto seus funcionários e estimular uma rápida aprendizagem. Elas acreditam que se um colaborador se sente feliz, ele responde com mais engajamento.

Um onboarding bem-sucedido é peça-chave para acelerar a curva de aprendizagem e garantir rapidez no desenvolvimento da autonomia dos talentos de sua empresa. Falhas no processo de integração de novos colaboradores podem representar altos custos para a organização e desmotivação para o profissional, o que também prejudica a imagem da empresa. Por outro lado, pessoas engajadas trabalham com foco no desempenho. E, com certeza, você procura profissionais com esse perfil!

Se você gostou deste conteúdo, assine nossa newsletter e receba nossas atualizações!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×